Todos sabemos que neste momento estamos enfrentando uma das maiores pandemias vividas pela humanidade e no Brasil o cenário é completamente alarmante; temos um chefe de estado que trabalha apenas em interesses da classe dominante, e esta por sua vez, não quer deixar a roda do engenho parar, mesmo que isto custe a vida de milhares de escravos.

Para aqueles que tenham interesse em desenvolver alguma solução com dados abertos uma alternativa é o repositório de código aberto da comunidade brasil.io, o projeto centraliza links e dados sobre boletins de números de casos das Secretarias Estaduais de Saúde (SES) sobre os casos de covid-19 no Brasil, além de outros dados relevantes para a análise, como óbitos registrados em cartório.

O repositório esta disponível no github e já conta com 167 commits, 3 branches, 8 contributors e trabalha com a licença do código é LGPL3 e dos dados convertidos Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual.

Depois de coletados e checados os dados ficam disponíveis de 3 formas no Brasil.IO:

  • Interface Web (feita para humanos)
  • API (feita para humanos que desenvolvem programas)
  • Download do dataset completo

O projeto conta com uma boa documentação e ainda um FAQ para dúvidas. Para auxiliar nas decisões, normalização e checagem dos dados o projeto também conta uma metodologia de coleta de dados.

E se você ainda quiser contribuir para o projeto é possível colaborar em várias frentes:

  • Criando programas (spiders) para extrair os dados automaticamente;
  • Coletando links para os boletins de seu estado;
  • Coletando dados sobre os casos por município por dia;
  • Entrando em contato com a secretaria estadual de seu estado, sugerindo as recomendações de liberação dos dados;
  • Evitando contato com humanos;
  • Lavando as mãos várias vezes ao dia;
  • Sendo solidário aos mais vulneráveis.

Logo, se você me perguntar se confio nos números que dizem respeito a pandemia no Brasil, eu lhe direi com toda certeza que não, os números de testes realizados no país não são suficientes para mensurar a dimensão do problema e o número oficial de casos não é real. É muito óbvio que é mais uma tática de manter a classe trabalhadora produzindo e jogá-la à própria sorte, pois sabemos bem que políticas neoliberais estão atentas apenas às cifras.

Espero que esse artigo seja útil e que sigamos juntos construindo mecanismos de mudanças sociais através de softwares.
Que a força esteja com vocês.

@andreczip
Engenheiro de software, artesão de bits e pai da Luz.