Apoio Mútuo

Mudanças sérias precisam acontecer

Tag: relatos

Chamado: Ações de Apoio Mútuo!

Apoio Mútuo está aqui para compartilhar a sua história e ampliar redes de solidariedade. Para divulgar seu conteúdo, precisamos compartilhar perspectivas e intenções. Fazemos o possível para preservar a privacidade, a segurança e o anonimato, mesmo sabendo que isso pode não ser infalível ou absoluto. Precisamos da sua cooperação nesse processo. Recomendamos que você leia e faça a revisão do conteúdo que pretende enviar. Nossa equipe é formada por pessoas voluntárias que também farão a leitura e a revisão mas, por favor, considere seguir as nossas recomendações para que seu conteúdo seja publicado o mais breve possível.

Questões Sugeridas

Caso se interesse em usar a plataforma desse site para divulgar iniciativas do seu coletivo ou movimento, aqui estão algumas questões para inspirar um relato que você pode usar como referência sobre o que é interessante dizer ou como uma mini entrevista para que as pessoas saibam mais do trabalho do seu grupo e possam entrar em contato e cooperar:

  1. Quais foram os projetos de solidários e de apoio mútuo seu grupo organizou ou participou?
  2. Como vocês avaliam o processo até hoje? Quais dos objetivos foram alcançados e quais são os aprendizados?
  3. Como vocês veem a relação entre apoio mútuo e a construção de uma luta anticapitalista a longo prazo?
  4. Considerando as previsões de que a pandemia e seus efeitos mais graves se estendam por mais um ou dois anos, ainda sob um governo de extrema direita, quais as perspectivas de ação e solidariedade do seu grupo nesse contexto?

Para subir conteúdos sobre outras ações que você apoia:

Talvez você não esteja participando diretamente de uma ação, mas acha legal divulgar ações de apoio mútuo que acontece na sua cidade ou em algum outro lugar, mas que podem ser inspiradoras e merecem ser amplamente conhecidas. Aqui está algumas dicas sobre como buscar conteúdo de qualidade e confiável e como subir uma postagem no site apoiomutuo.com.br:

  • Lembre-se de verificar se o conteúdo é verdadeiro e não está baseado em fake news. Nós vamos entrar em contato com pessoas, organizações e realizadoras de projetos se houver dúvidas;
  • É fundamental ter ao menos uma imagem ou foto com tamanho máximo de 700 x 700px;
  • Você pode enviar o link de um vídeo que poderá ser utilizado para divulgar projetos;
  • Caso queira compartilhar um PDF ou apresentação de slides, você terá que utilizar o Archive.org ou similar e enviar o link; nós não guardamos arquivos;
  • Lembre-se de não inserir imagens de pessoas ou elementos que sejam capazes de identifica-las e, se possível, remova as metatags EXIF (saiba como fazer isso);

Importante

  • Antes de enviar o seu conteúdo, lembre-se que este é um projeto de apoio mútuo e solidariedade para causas sociais e nós vamos publicar somente conteúdos diretamente relacionados a esse tema;
  • Em momento algum buscamos tirar a legitimidade de qualquer forma de associação e organização das pessoas, tampouco ignorar qualquer subjetividade. Por isso é importante entender que este não é um espaço para divulgação comercial de marcas, governos, entidades religiosas ou partidos políticos, pois sabemos que esses já possuem espaços, canais exclusivos e financiamento próprio para realizá-los; 
  • Não publique absolutamente nada que possa criar problemas para companheiras e companheiros de luta: lembre-se de que uma cultura de segurança forte é uma garantia para continuarmos;
  • Apoio Mútuo é uma iniciativa de diversas pessoas que apoiam diferentes formas de organização e compreendem a autonomia de vários modos, por isso decidimos coletivamente não estabelecer vínculos diretos: todas as formas coletivas de resistência e enfrentamento ao estado de coisas é bem-vindo;

Se tiver dúvidas, acompanhe o passo a passo de como preencher o formulário.

Sobre o Enfrentamento a COVID-19 – Um pensamento a partir da experiência autonomista e popular

No difícil contexto dos dias atuais, em que globalmente enfrentamos o novo Coronavírus, assistimos a inúmeras iniciativas populares, tentando amortecer os pesados efeitos da pandemia.

Seja individual ou coletivamente, é perceptível a emergência de um sentimento geral de que devemos nos apoiar, uns as outras, afim de sobrevivermos da melhor maneira possível, além de contribuir com as pessoas que tem situações econômicas e de saúde mais delicada.

As pessoas estão doando e preparando comida, estão oferecendo ajuda aos mais idosos, estão contribuindo financeiramente, fazendo vaquinhas, costurando voluntariamente máscaras, estão oferecendo distrações online, cursos gratuitos e até apoio emocional.

CriarComunas (Andre Luiz G.)
Nanquim e caneta hidrocor sobre papel

O Coletivo Kasa Invisível, em Belo Horizonte, é somente um exemplo de grupo de pessoas que têm se empenhado em contribuir socialmente para amortecer os impactos da pandemia. Outros grupos e indivíduos Brasil afora também o têm feito, através de importantes projetos solidários.

Porém, assim como o referido coletivo de Belo Horizonte faz, é de extrema importância que essas iniciativas não sejam feitas de maneira acrítica. Se por um lado, a pandemia nos alerta mais uma vez sobre os impactos ambientais gerados pela lógica capitalista de produção, que enquanto estiver em marcha, deixará a humanidade, dia após dia, mais vulnerável a outros novos vírus, ainda mais letais que o mais recente coronavírus, por outro lado, nos lembra também sobre o perverso impacto da lógica Neoliberal, que busca transformar direitos básicos em mercadoria e que vem a décadas sucateando o sistema publico de saúde, deixando a população pobre ainda mais desprotegida, em beneficio de grandes empresários e corporações de saúde.

Nesse contexto, o coronavírus chega agora a países pobres, com situações econômicas distintas da europeia ou chinesa. Aqui, ainda mais, o apoio mutuo joga um papel importante.

Grupos e articulações populares no contexto de enfrentamento ao Coronavírus

Fortalecer das iniciativas de autônomas será importante antes e depois dos momentos mais críticos da pandemia. A possibilidade que o momento parece exigir, é do estreitamente de laços entre organizações, coletivos, iniciativas e indivíduos ativos, seja localmente, nacionalmente e internacionalmente. Esse estreitamento poderia contribuir com o fluxo de recursos, doações, ideias e informações, além do apoio emocional e jurídico, em determinados casos.

Dado esse passo, a trama social costurada durante a guerra contra o vírus, pode permanecer como estrutura de articulação popular, passado o período mais crítico da doença. A internet pode servir como ponto de encontro, pelo menos por enquanto.

Algumas interessantes iniciativas

Além da arrecadação, preparo e doação de alimentos e itens de higiene, seja para população de rua ou para familias pobres, outras iniciativas também tem ganhado corpo.

  • A exemplo das Greves de Alugueis, que vem acontecendo em outros países, grupos de pessoas tem se articulado afim de apoiarem-se mutuamente, entre famílias que não conseguirão pagar o aluguel, devido aos impactos econômicos da pandemia. Esse apoio se dará através da articulação de uma ampla rede de apoio e suporte jurídico, afim de evitar que ocorram despejos, sobretudo durante a pandemia.
  • Grupos têm se articulado em diversas regiões do país afim de realizar a desinfecção de locais públicos desamparados pelo estado, com uso de borrifadores manuais.
  • Outras tem se articulado com o objetivo de, mesmo tendo que aprender no momento, costurar mascaras para serem doadas em comunidades pobres e para a população de rua.
  • Pessoas tem também se articulado para ajudar a população carente a acessar o auxílio emergencial do governo federal.
Pôster do artista anarquista N.O. Bonzo.

Uma grande apanhado de iniciativas realizadas no território brasileiro pode ser acessada na pagina: apoiomutuo.com.br.

A construção de articulações populares se torna urgente nesse momento atual, uma vez que um dos rastros que o COVID-19 deixará, é de, por um lado, mais empobrecimento e desemprego, e por outro, de uma capacidade ainda maior de controle e vigilância por governos, no nosso caso, de extrema direita radicalmente neoliberal.

O campo dos movimentos populares libertários precisam correr contra o tempo, se de fato, acreditam, que um outro fim do mundo é possível.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén