Apoio Mútuo

Mudanças sérias precisam acontecer

Tag: opendata

Repositório Open Data Brazil: Covid-19

Todos sabemos que neste momento estamos enfrentando uma das maiores pandemias vividas pela humanidade e no Brasil o cenário é completamente alarmante; temos um chefe de estado que trabalha apenas em interesses da classe dominante, e esta por sua vez, não quer deixar a roda do engenho parar, mesmo que isto custe a vida de milhares de escravos.

Para aqueles que tenham interesse em desenvolver alguma solução com dados abertos uma alternativa é o repositório de código aberto da comunidade brasil.io, o projeto centraliza links e dados sobre boletins de números de casos das Secretarias Estaduais de Saúde (SES) sobre os casos de covid-19 no Brasil, além de outros dados relevantes para a análise, como óbitos registrados em cartório.

O repositório esta disponível no github e já conta com 167 commits, 3 branches, 8 contributors e trabalha com a licença do código é LGPL3 e dos dados convertidos Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual.

Depois de coletados e checados os dados ficam disponíveis de 3 formas no Brasil.IO:

  • Interface Web (feita para humanos)
  • API (feita para humanos que desenvolvem programas)
  • Download do dataset completo

O projeto conta com uma boa documentação e ainda um FAQ para dúvidas. Para auxiliar nas decisões, normalização e checagem dos dados o projeto também conta uma metodologia de coleta de dados.

E se você ainda quiser contribuir para o projeto é possível colaborar em várias frentes:

  • Criando programas (spiders) para extrair os dados automaticamente;
  • Coletando links para os boletins de seu estado;
  • Coletando dados sobre os casos por município por dia;
  • Entrando em contato com a secretaria estadual de seu estado, sugerindo as recomendações de liberação dos dados;
  • Evitando contato com humanos;
  • Lavando as mãos várias vezes ao dia;
  • Sendo solidário aos mais vulneráveis.

Logo, se você me perguntar se confio nos números que dizem respeito a pandemia no Brasil, eu lhe direi com toda certeza que não, os números de testes realizados no país não são suficientes para mensurar a dimensão do problema e o número oficial de casos não é real. É muito óbvio que é mais uma tática de manter a classe trabalhadora produzindo e jogá-la à própria sorte, pois sabemos bem que políticas neoliberais estão atentas apenas às cifras.

Espero que esse artigo seja útil e que sigamos juntos construindo mecanismos de mudanças sociais através de softwares.
Que a força esteja com vocês.

@andreczip
Engenheiro de software, artesão de bits e pai da Luz.

Coronavirus Tech Handbook

Um repositório colaborativo que fornece manuais, guias e dados em diversas áreas do conhecimento. Com muitas informações necessárias para entendermos as questões relacionadas à emergência global do Novo Coronavírus.

É difícil obter uma tradução exata para o nome desse repositório, pois podemos chama-lo de Manual Técnico do Coronavirus, ou Manual Tecnológico do Coronavirus. Tenho certeza que essa curiosa ambiguidade vai te surpreender quando você acessar o site.

Infelizmente a maior parte do conteúdo do repositório está disponível somente em inglês, mas muitas pessoas já estão se esforçando para fazer traduções em diversos idiomas, inclusive o Português falado no Brasil.

O site é uma ferramenta muito simples, bastante parecido com um arquivo do Google Docs, EtherPad e outros tantos que as pessoas que contribuem em projetos online já conhecem. É uma espécie de PAD do Coronavírus, já que recebe uma quantidade gigantesca de informações e colaborações simultâneas sobre a pandemia e ninguém precisa de grande conhecimento técnico para utilizar o repositório.

É lógico que há um preço à se pagar pela simplicidade, nem tudo é tão fácil quanto se imagina quando se tem milhares de acessos simultâneos. Pode acontecer das pessoas serem obrigadas a esperar um tempinho até a ferramenta carregar completamente. Mas vale a pena conferir todos os conteúdos relacionados ao COVID-19 disponíveis no site: cuidados médicos, epidemiologia, isolamento social, engenharia, voluntariado, tecnologia e outros tantos.

Evidentemente, todo o conteúdo está disponível como código aberto e qualquer pessoa pode utilizar para combater à desinformação, criar infográficos sobre a disseminação da epidemia, divulgar cuidados e protocolos de segurança (ao fazer compras no supermercado por exemplo), como aproveitar ao máximo o tempo em casa, desenvolver uma ferramenta de atualização em tempo real sobre o andamento de pesquisas científicas que estudam o vírus, instruções técnicas para configurar um respirador pulmonar e até mesmo os famosos arquivos para impressão 3D de diversos itens úteis nas emergências e unidades de tratamentos intensivos.

Algumas das seções são extremamente úteis para alertar-nos sobre a necessidade de reforçarmos nossas ideias sobre cultura de segurança digital ou ao organizar reuniões através de aplicativos e o uso de redes sociais para questões de organização de coletivos.

Mas o mais encantador desse projeto não é o seu nome maneiro, claro que não, mas é a forma com que, apesar das duras perdas e adversidades, essa pandemia será capaz de criar vínculos entre a medicina, profissionais da saúde, pesquisadoras acadêmicas, hackers e a sociedade civil capazes de mudar substancialmente a forma com que utilizamos aquilo que chamamos de tecnologia, dados públicos, conhecimento acadêmico e comunidade.

Para conhecer acesse: coronavirustechhandbook.com/br


Esse artigo foi criado tendo como referência essa entrevista no Techworld.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén